Musgueira Sul _ Equipamentos _ Balneário Público

Imagem_015_0[1] 733799_130631143783396_721455335_n[1] chuveiro

A Câmara Municipal de Lisboa, para além da urbanização do Bairro, a edilidade lisboeta liderada pelo seu Presidente, General França Borges, também construiu equipamentos de apoio à comunidade.

O Balneário público do bairro da Musgueira Sul.

balneario público

Uma pequena escadaria antecedia as duas entradas destintas, zona das mulheres e dos homens. Lá paravam as pessoas, de sacola arranjada com champô, escouva ou pente, chinelos e roupa lavada e num saco as cuecas e as peúgas limpas.

Este espaço estava sobre a gestão da Junta de Freguesia do Lumiar, que destacava para o local um funcionário / zelador pelo espaço, normalmente era um morador, entre alguns recordo a Sandra, funcionária ainda da referida entidade e por ultimo um rapaz da familia do Horta.

Pagava-se um valor muito simbólico, salvo erro 50$00, (0,25€ centimos) na minha opinião não era por não terem casa de banho em casa que muito iam lá, possivelmente mais devido ao facto das suas casas de banho serem pequenas, velhas, terem de aquecer a agua em panelas no fogão e colocar na banheira, e o dinheiro era tão pouco que ali era melhor, outros iam por “graça” ponto de encontro para a paródia. Tinha outro sabor, a água escaldava e o corpo mirrava-se com o vapor, ali lava-se os corpos, cortava-se as unhas e depois vestia-se uma roupa lavada.

Este edifício não era diferente da restante urbanização do bairro, construído em alvenaria, telha vã, em forma de retângulo, situava-se junto à entrada do bairro, do lado esquerdo, junto à rua Z.

Não poderia supor que em pleno século XXI, já pouco sentido faria a existência deste tipo de equipamentos, mas na verdade é que continuam a desempenhar, em tempos particularmente difíceis e numa cidade bastante envelhecida, é cada vez mais importante o papel das Juntas de Freguesia em Lisboa junto das suas comunidades, quer seja ao nível de intervenção social, na criação de laços de proximidade ou no simples acompanhamento dos seus cidadãos.

Hoje na região da Cidade de Lisboa a taxa de pobreza aumentou cerca de 80 por cento nos últimos 20 anos, o rápido crescimento da cidade, o desemprego e a crise são parte do problema e a parte da solução passa em frequentar os balneários públicos, em Lisboa, são agora refúgio e ajuda para jovens desempregados e sem perspectivas de futuro.

João B Antunes

Anúncios
Categorias: Bairro, Historia, Junta de Freguesia do Lumiar, Lisboa, Lumiar, Portugal, Saúde, Social, sociedade | 1 Comentário

Navegação de Posts

Uma opinião sobre “Musgueira Sul _ Equipamentos _ Balneário Público

  1. Pingback: Musgueira Sul _ Balneário Público | Bº da Cruz Vermelha LUMIAR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: